<img height="1" width="1" src="https://www.facebook.com/tr?id=519162955443293&amp;ev=PageView &amp;noscript=1">
Marketing

10 dicas para sua estratégia de marketing digital bombar

Entenda a importância de um planejamento de Inbound Marketing bem feito, contando com profissionais qualificados e seguindo nossas dicas.

Por Luana Gonçalves
É Executiva de Marketing Digital por paixão e Letrada por formação.

Tudo em nossa vida é guiado por padrões, seja em casa ou no trabalho temos maneiras de realizar nossas atividades que, apesar de parecerem aleatórias, não são. Nos negócios isso não é ou, pelo menos, não deveria ser diferente.

Com a velocidade das informações, planejar todas as ações da empresa, desde o RH até o projeto de marketing digital e Inbound Marketing, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. Um dia de ações mal realizadas pode equivaler a clientes perdidos, leads e prospects que não chegam nem a conhecer sua marca ou até muito dinheiro jogado fora.

Quando falamos de serviços de comunicação e marketing digital, as consequências de um planejamento de Inbound Marketing mal feito podem levar a empresa a gerar sua própria crise de imagem, perder credibilidade junto ao seu público e até ser um fator decisivo na hora da escolha.

Mas não se assuste, fazer um planejamento bem feito não é tão difícil como parece, basta contar com profissionais de marketing qualificados e seguir as nossas dicas abaixo:


1. Comece do início: conheça bem sua empresa e o negócio e defina seu público-alvo e objetivos

Não dá para definir a melhor estratégia sem saber o que a empresa faz, seu histórico, seus objetivos de negócio e público-alvo. Assim como não dá para querer vender tudo para todo mundo, afinal, nunca um produto servirá para todo e qualquer perfil de público. O importante é ter claro para quem a empresa deseja comercializar suas ofertas e traçar uma estratégia a partir daí.


2. Stalkeie os concorrentes

Veja o que seus concorrentes estão fazendo de bom e de ruim. Melhore o que eles fazem de bom e não repita as coisas ruins. Isso não significa copiar, mas se inspirar e adaptar para o seu negócio.

Baixe agora nosso ebook gratuito

3. Ouça mais de um lado da verdade

É imprescindível falar com os stakeholders da companhia, mas é ainda mais importante conversar com os atuais clientes e saber o que eles acham do produto e serviço prestado pela empresa.


4. Use as ferramentas certas

Não faltam ferramentas gratuitas (ou não) que podem ajudar a entender melhor o comportamento do público na internet e caçar as melhores oportunidades. Se você quer saber quais as melhores oportunidades de palavras-chave, por exemplo, faça uso do SEM RUSH ou Planejador de Palavras-Chaves do Google. O mesmo SEM RUSH também serve para entender melhor o desempenho do site dos seus concorrentes.

Já o Google Trends mostra as tendências das palavras-chaves por período e região. Uma ótima oportunidade para entender melhor quando trabalhar determinados termos.


5. Pense em uma estratégia para o seu consumidor e não para o seu produto/serviço

É comum as empresas traçarem estratégias que giram em torno dos atributos dos serviços e/ou produtos oferecidos, se esquecendo das dúvidas e dores dos potenciais clientes. Pergunte-se quais as necessidades aquele produto/serviço responde e trabalhe em cima disso.


6. Se necessário, desenhe sua estratégia

Deixe claro para os decisores da companhia todos os passos. Faça reuniões presenciais, leia o plano com eles e, por que não, desenhe. O importante é deixar claro a estratégia traçada, discutir os pontos abordados e realizar ajustes finos quando necessário.

Faça isso também com seus parceiros e agências. É muito importante todos saberem onde estão e aonde vão.


7. Ofereça bons conteúdos

Não seja apenas um canal digital com boas técnicas de SEO. Ofereça conteúdo útil e relevante para seu público. Disponibilize textos, vídeos, infográficos, tabelas, quiz… tudo para ajudar sua audiência a tomar a melhor decisão de compra. Ajude os leitores a identificar e resolver seus problemas e não apenas fale da sua empresa e produto/serviço.


8. Integração com outras estratégias

Uma estratégia de marketing digital não deve ser feita isoladamente das outras desenvolvidas pela equipe.

Se for a um evento, pense em uma estratégia digital que leve quem você encontrar ou visitar seu stand para seu ambiente digital por meio de um QR code, por exemplo. Não arquive os contatos em uma planilha de Excel, inclua-os em réguas de relacionamento após o evento.

 

9. Vigie de perto e faça testes

Acompanhe os indicadores de acesso, visualizações e conversões todos os dias ou, pelo menos, uma vez por semana.

Seja rápido para rever a estratégia. Faça testes A/B, mude a rota se necessário. Realize mais de uma abordagem para um mesmo ebook, por exemplo, ou aborde o mesmo tema em formatos diferentes (vídeos, posts, infográficos). Não é por que uma estratégia funcionou com o seu concorrente que vai funcionar com você.

10. Não faça planejamento para 12 meses

O planejamento deve ser curto. No mundo digital tudo muda muito rápido. Nada de realizar planejamento para um ano. Pense a cada dois ou três meses e reveja a estratégia ao final desse período. Esteja preparado para ajustar o caminho, traçar novos objetivos e rever a estratégia sempre.

Não se esqueça: um bom planejamento tornará o projeto muito mais conciso e, sem dúvidas, trará muito mais resultados. Mãos à obra!

New Call-to-action